Seu texto aqui #Sentimento não é objeto para ser testado

Oi gente, tudo certo? Desculpa a demora em postar aqui, fora trabalhar no escritório estou trabalhando em casa também, então estou só na correria! Aqui vai um texto da leitora Juliana do blog Marinheira de primeira viagem =)

Sentimento não é objeto para ser testado

tumblr_static_tumblr_static_eogz69v5l1c0owsggck4ows48_640

E nessa insana busca pela felicidade, as pessoas buscam o amor sem se importar com o sentimento do próximo.

Um alguém é capaz de entrar na sua vida, quando você nem estava a espera, oferecer insumos para que você confie e construa seus sonhos em cima das belas palavras que ouve e das atitudes que as reafirmam, como por exemplo, fazer planos de uma família, conhecer sua família, contar a tão sonhada notícia à pessoas que a ti são caras, mas de repente a pessoa se desculpa e diz que foi apenas um teste que não deu certo. Então você descobre que foi testado como testamos objetos ou produtos e não foi visto como o ser humano que é, com sentimentos, sonhos e um coração!

Por isso acredito na importância do autoconhecimento. E como disse essa frase de Alysson Augusto que ilustra o post, “Não brinque com os sentimentos dos outros, por que você não sabe lidar com os seus.” até mesmo por que um dos resultados será a frase de Shakespeare: “Você pode ganhar o jogo, mas o risco é que você vai perder aquela pessoa para sempre!”. Afinal de contas, qual a razão que temos para ficar ao lado ou sentir consideração por alguém que te usou para se descobrir, que te tratou como um produto? Não vejo nenhuma

O que devemos fazer? Nos reerguer, limpar o nosso coração com paciência, não sair correndo para encontrar outro alguém (sabemos a dor que é por isso não vamos brincar com os sentimentos dos outros também), buscar o bem e desejar sempre o bem. A vida se encarrega de dar a lição a quem machucou nosso coração, como diz essa outra frase: “O veneno da dor causada aos outros retornará a você”.

Esses momentos, são grandes chances para refletirmos sobre a vida. Em meio ao sofrimento, se dedicarmos algum tempo à reflexão e autoanalise, vamos descobrir: quem está ao nosso lado, quem queremos ter ao nosso lado, como não querermos ser, o que nos faz feliz e o que nos magoa. E assim, caminhar na busca da paz!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s