Os homens não sabem…

Eu sei que para muitos esse post será um clássico mimimi. Mas aqui estão algumas verdades em ser mulher que os homens não sabem.

385433_263250987069220_178176385576681_738518_293642481_n_thumb[1]

Eu tenho medo de sair sozinha. Quando é bem cedinho, ou mesmo quando é de tarde e a rua tá vazia, e principalmente à noite. Já deixei de ir pra balada porque teria que voltar sozinha de manhã, pegando metrô e ônibus. Esse nem era o pior, o pior seria andar do ponto em casa, que demora uns 2 minutos apenas, mas só de ter que entrar em duas ruas desertas e passar por outras três já me dava agonia. Já abandonei ônibus pelo Uber, só pela segurança.

Quando estou andando na rua, olho para todos os lados. E se tem algum homem vindo na minha direção que parece meio suspeito e só tem a gente na rua,  dou uma de louca e volto pra avenida. Escondo o celular na calça, não que isso ajudará muito se eu for assaltada, mas vai que né?! Sei que todo mundo corre o risco de ser assaltado, mas por ser mulher me acho um alvo fácil.

No caminho que faço para o trabalho, passo na frente de um lugar de obras. Quando tem dois homens ou mais, só atravesso lá na frente. Já deixei para colocar minha saia quando eu chegava na balada, com medo de andar com ela no caminho, porque os homens iam ficar me olhando e poderiam mexer comigo.

Me sentiria mais segura se eu saísse na rua com um spray de pimenta, ou se eu fizesse aulas de defesa pessoal.

Já seguraram meu braço com força na balada porque eu não quis ficar com o cara, já apertaram minha bunda numa balada no exterior. Já me beijaram a força em local de trabalho, já passaram a mão na minha perna, já apertaram meus seios quando eu estava parada na calçada em horário de almoço e o cara saiu correndo!

Uma vez peguei um táxi, e o motorista ficou dando umas indiretas pra mim. E aí eu penso: Qual é o jeito mais seguro de andar por aí sem ser alvo de alguém?

E sabe por quê sou assim? Porque hoje em dia está cada vez mais comum mulher ser estuprada, seja porque estava com roupa curta, seja porque estava sozinha andando por aí, seja porque bebeu demais. Amigas que morrem porque foram viajar sozinhas para outro país, mas foi culpa delas porque estavam sozinhas, ou seja, sem nenhum homem por perto. Meninas que são molestadas por parentes durante toda a infância. Professor, tio, chefe, colega, cara na rua que olham para elas e mesmo que não dão aquelas cantadas baratas, encaram como se estivessem invadindo seus corpos. Mulher se sai com roupa curta, ou batom vermelho, ou quer transar no primeiro encontro, ou dá pra vários é puta. Homem se pega várias é o garanhão. Mulher se faz vídeos com o namorado ou tira foto pelada, se vaza, a menina é crucificada, se é o cara, ninguém liga. Homem que pega geral é o cafajeste bonitão, mulher é vagabunda porque mulher tem que ser do lar. Mulher e homem têm as mesmas funções no trabalho, por quê ela tem que ganhar menos? Porque o papel dela é ser dona de casa? Até quando vamos conviver desse jeito, sociedade?

A minha paranoia por causa de tudo o que eu vejo e vivencio, me tira a coisa que eu mais amo no mundo: Liberdade.

 

 

Anúncios

22 comentários sobre “Os homens não sabem…

  1. Nossa, o texto tem uma força muito impactante. Já pensei na questão de porque que o homem quando dá em cima de uma mulher é tudo muito normal, é o cara, e quando a mulher dá em cima de um homem é mulher jogada, assanhada, enxerida, galinha. Isso me incomoda muito. Porquê que a mulher não pode dá em cima de um cara e isso ser completamente normal? Esse seu texto reacendeu em mim a ideia desta pesquisa.

    Parabéns, o texto está magnifico. Forte abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mel, a algum tempo venho me interessando pelo mundo feminino. Um mundo tão distante e oprimido pelo mundo masculino. Ponho-me a pensar como é primitiva a nossa era, em pleno século XXI ainda ser perigoso para alguns o simples transitar pela rua como se ainda vivêssemos numa selva rodeados de predadores. E o pior, o predador é quem deveria proteger. Penso também se o mundo seria mais evoluído se estivesse em mãos certas, mãos delicadas e ágeis, mãos que só conhecem ternura e amor.

    Seus textos me enchem a alma.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Entendo você perfeitamente, sinto a sua dor, o seu medo, e vejo o quanto o mundo masculino é escroto. Eu fiz um post sobre o estupro faz algum tempo, e graças a Deus não me enquadro nesses padrões de falar “gostosa” na rua por ser mais forte fisicamente (no fundo é realmente isso) ou de me aproveitar de uma mulher que esteja bêbada. Tenho uma filha mulher, e quero não só que ela treine defesa pessoal, mas que tenha uma arma. Sim, sou armamentista. A arma iguala a força das mulheres com a dos homens. Chega de bla bla bla, “empoderamento”, etc. Precisamos de medidas que realmente causem impacto. Um beijo e proteja-se!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Vocês mulheres!!! Como ficam quando um skatista passa por perto de vocês, principalmente vindo de trás, fazendo todo aquele barulho das rodas? Acham que vamos assaltar vocês, né? Pode falar! KKKKK

    Ah, quando vejo mulher toda arrumada na rua, só penso “bonita”, ou até “gostosa”, mas nunca olhei pra elas de forma invasiva de perto ou quando elas estão de frente comigo, muito menos lancei aquelas cantadas ridículas… Olho pra elas de tal maneira de longe só. Quando chego em alguma, procuro ser educado, espontâneo e acima de tudo respeitar o espaço da pessoa.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Eu tinha feito um comentário mas parece que não foi publicado,não o vejo aqui.Mas o que comentei foi que é muito verdade tudo isso,e lamentável também.É complicado,não justificando nossos atos,mas se não nos policiarmos,quando percebemos já fizemos besteira.Eu encontrei uma forma de bloquear,ou ao menos refrear em mim esses instintos animalescos.Ao olhar para uma mulher,procuro sempre me lembrar que está diante de mim um ser,frágil,que tem traumas,fases e cheia de crises existenciais. Então,aflora em mim uma sensibilidade acerca dela,não uma onde de desejo banal,do homem vil, natural e carnal.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Muito bom o texto!! Eu sou mais uma daquelas que odeia sair à rua sozinha e quando vejo um grupo de homens na calçada e não tem como desviar finjo que estou falando ao celular… Sei que é ridículo, mas infelizmente é a realidade de milhares de mulheres hoje!!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Eu adorei o que escreveu…eu ja passei por umas das coisas citadas e fasso de tudo para evitar que aconteça denovo.tenho medo de andar sozinha a noite,e mesmo que acredite no Bem das pessoas eu tbm abro espaço pra disconfiança, infelizmente comigo ocorreu durante 3 anos quando eu tinha apenas 7 anos e me envergonho muito disso e acho q isso que faz com que eu tenha medo de confiar nas pessoas,talvez eu esteja errada ou talvez não.mas sei que seu texto vai ajudar a muitas mulheres que ainda desacredita que existe maudade no mundo.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s