Seu texto aqui #Solteira sim, e daí?

Quer ver seu texto aqui no meu blog? Me manda o conteúdo para santaseloucascontato@gmail.com que logo em breve ele será postado aqui!

Hoje o texto é da Rita do blog Ella Louca! 😀

117.jpg

Babaca: como uma mulher bonita como você está solteira? Não tem cabimento isso!

Ella: É verdade, estou por opção, porque quero estar. Não tem cabimento “rs”.

Este Post é pelo direito de uma mulher estar solteira. Ou SER solteira, porque não? Coisa mais obsoleta do mundo é o tal de “ficar pra titia”

Se uma mulher atraente está solteira, as pessoas já julgam que há algo de errado com ela. Se ela não obedece aos padrões idiotas de beleza, está solteira por incompetência e precisa arrumar um homem o mais rápido o possível e sem ser muito criteriosa.

Aliás existe a cultura de que qualquer mulher precisa de um homem para se realizar. Em pleno século 21, com mulheres construindo carreiras profissionais, prevalecem em nossa cultura ideias medievais.  Uma amiga arruma um namorado e se distancia das demais. E, com ar de pena, diz que você vai arranjar um homem para te completar.  Eca.

E nas revistas é um tal de “como segurar seu homem”, “como agradar seu homem”… Ora, viver um romance é bom, mas não urgente. Não se perde a dignidade para ter um macho do lado e dar uma satisfação à sociedade. Não se perde de se mesma…

Estar solteira não significa estar sem sexo. E se ela quiser viver sem sexo? E daí? Dentro da dicotomia “santa ou puta” a solteira é a mais julgada. É aquela que está “jogada as traças” ou aquela que experimenta aqui e ali e é uma vadia. Tem que arrumar um macho para mostrar que não é uma derrotada ou que não é uma indecente.

E se ela passou dos trinta e ainda é solteira, família e amigos entram em pânico. E se nessa idade está em um relacionamento falido, segura o macho na marra para não ficar sozinha. A vida começa aos trinta, é sempre tempo de recomeçar, de experimentar, de errar e aprender. Não vale a pena viver um relacionamento muitas vezes abusivo por parte do homem só por medo da “solterice”.

Abaixo a ditadura do casamento! Família é mais que isso! O amor é maior que isso! Viva às milhões de possibilidades que a vida oferece para a mulher! Nada contra um bom casamento, mas, que venham romances saudáveis ou então a completude da solidão.

Anúncios

10 comentários sobre “Seu texto aqui #Solteira sim, e daí?

  1. Bom eu sou casada, acho que essa ideia de que casamento é uma prisão já está fora de cogitação, as mulheres hoje em dia estão mostrando que não nasceram pra pilotar fogão e sim um foguete se ela quiser. Eu sou casada, mas não sou prisioneira, e meu marido sabe muito bem onde começa e onde termina o espaço dele. Não estou dizendo que vocês meninas têm que casar, mas vamos acabar com essa ideia ultrapassada que casar é se amarrar. Cada um pode fazer da vida o que quiser, casar ficar solteira, cada um sabe onde está sua felicidade, não é mesmo. O que não podemos é julgar ninguém, ou querer o as pessoas pensem como a gente. Viva a liberdade!

    Curtido por 3 pessoas

  2. Li um dos comentários aqui sobre alguns estigmas que as casadas carregam, e concordo! Sou solteira e, apesar de aberta para quem sabe encontrar um parceiro, estou me sentindo melhor do que nunca desta forma. Mas tenho amigas cujos casamentos são incríveis! Homens legais pra caramba, parceiros, que as admiram, as respeitam, as apoiam e têm isso de volta partindo delas também! Casamentos os quais admiro e se me coubesse escolher o meu, assim o escolheria. Então, menos estigmas, clichês, conceitos empoeirados e mais liberdade! Ah, me identifico mto com o post, mas sou sortuda! Todos da minha família e amigos me perguntam qual meu próximo destino de viagem, ninguém me pergunta cadê meu namorado!!! 😀 beijos!

    Curtir

  3. Sou das solteiras de 30 que quase não transam. Até casaria, se fosse em liberdade, tipo morar junto com alguém que te faz ver céus e não a poeira dos anos. Já transei muito, muito mesmo, mas curto uma parada poética e deixei de ver poesia nisso, não que não tenha ou que não tivesse quando eu fazia, apenas eu deixei de ver. Então, quero poesia mesmo que por um dia, um minuto ou um segundo, daí o trem demora a passar. Hoje sou feminista né (uhuhuhu), fica mais escasso (ainda bem), aguento menos certas atitudes recorrentes dos machos, e talvez tudo isso venha junto com um azarzinho, porque ultimamente não ando conheço caras bacanas pelo interior de sp. E tá, ok, confesso, eu nem estou aberta pra tudo isso, porque nem sinto mais como algo importante…rs…ai ai…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s