Devaneios

166068_354276221361011_1604972758_n

 — Nossa, quase me esqueci do quanto você é linda…
 — Você por aqui?
 — Sei lá, queria te ver…
 — Por que você sumiu?
— Eu não queria ter partido, eu não queria que você tivesse partido.
 Mas fez.
 Eu sinto sua falta…
— Percebeu isso agora?
 Não, a cada dia eu sou sufocado um pouco pela falta que você faz.
 E o que eu posso fazer?
 Eu não sei, há infinitas coisas que eu não sei mais.
 Há algo que você sabe?
 Que eu quero ficar aqui, te olhando…
 Então fique.
 Eu não quero ter que ir embora…
 Não vá.
 Posso ficar segurando sua mão?
 Sim.
— Não quero que você me esqueça.
 Ah se eu pudesse…
 Se você pudesse o faria?
 Talvez sim.
 Por quê?
 Você me dói de vez em quando…
 Eu não quero ser mais dor para você!
 Fica aqui esta noite então?
 Eu poderia ficar com você todas as noites…
 Mas acho que não vai ser assim, você sabe.
 Eu quero que seja, você quer?
 É o que eu mais quero…
 O que eu sinto por você nada é capaz de expressar…
 Nem você sabe como fazê-lo.
 É, nem eu sei como fazê-lo…
 Mas não precisa, sinto como se o tempo estivesse acabando…
 Eu não quero ter que ir,dessa vez não.
 Se tiver que ir vá!
 Não é fácil assim…
— Antes de ir vamos fazer uma despedida, fingir que tivemos uma.
 Vai ser mais doloroso!
 O que pode ser mais doloroso que tudo isso?
 Realmente, tudo machuca.
 Vou sentir saudades…
 É, você não sabe o quanto…

 

OBS: Estamos numa correria, então não deu para postar o Chega Mais da sexta passada, mas já está pronto para essa sexta! 🙂

Anúncios

12 comentários sobre “Devaneios

  1. Que triste! Em poucas linhas me deu uma dorzinha no coração… São desses momentos, ou o que leva a eles que eu fujo como o diabo deve fugir da cruz. Por que nem sempre as coisas acontecem como queremos né? Algumas lições por trás disso com certeza, o problema é que as que parecem mais evidentes, são as que dizem: “Não vá lá novamente” e nem sempre são as principais. As vezes tem o perdoar e compreender por trás de tudo, ver nas entrelinhas, mas é mais fácil dizer não, simplesmente. Aprender não é fácil mesmo.
    Queria que tivesse um final tipo “Felizes para sempre!…quem sabe? 😉 O mundo gira e gira novamente.
    Um Feliz Natal meninas do meu coração. Tudo de bom, muita Paz, Amor e alegrias. Que as lições inevitáveis, venham brandas e claras e que sempre possam lidar com todas elas.
    Beijo no coração das duas. ❤

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Devaneios | E aí, broto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s