A boazinha de hoje é a má de amanhã

tumblr_mmasgz3gPO1rgkoxlo1_500

O cara começa a se interessar por outras garotas, afinal o namoro virou rotina, e não é mais tão legal que nem no começo. É tudo muito previsível. Ela tá sempre ali para quando ele precisa. Ele precisa dar um renovada na vida dele!

Ele começa a ver os amigos solteiros, sem compromisso nenhum, indo para as baladas, bebendo depois do serviço, pegando uma aqui, outra ali, acordando em outras camas e pensa: Isso que é liberdade! A partir daí ele começa a pensar se vale a pena mesmo continuar namorando, se ele está realmente pronto para ter um compromisso e começa a se afastar da namorada cada vez mais. Não atende quando ela liga, começa a ser grosso com ela e a coitada fica pensando no que fez de errado. Daí finalmente ele consegue a tão sonhada liberdade. Vai pra balada e beija várias. Começa a retomar o contato com todas as amigas e atira pra tudo quanto é lado. Afinal, ele quer mais é aproveitar a solteirice, finalmente.

A garota cansa de ficar chorando e tentando entender o que deu errado. O pior é que ela já passou por isso com outros caras. Chega uma hora em que essa moça cansa de ser legal, de se entregar para alguém, de tentar fazer as coisas darem certo e só se ferrar. E qual lógica ela tira disso? Que precisa mudar suas atitudes! Que não vale a pena ser boazinha com ninguém.

Claro que ela pode estar errada, pelo fato de ter escolhido as pessoas erradas e não que todos são assim e tudo sempre irá se repetir, mas ela está cansada , então ela começa simplesmente parar de ser legal com todos. Não quer saber de mais nada. Responde quando quer e se quiser. Marca com os caras, mas depois desmarca se mudar de ideia. Sai todo final de semana e cada dia conhece um cara novo, e a última coisa que ela quer é se envolver de novo para não se machucar.

Depois o cara lá do primeiro parágrafo reclama que as mulheres estão muito dadas, que é difícil encontrar alguém que vale a pena e começa a pensar na sua ex namorada e corre atrás dela. E onde ela tá? Tá na festa, no show, na balada, no barzinho, enlouquecendo a cabeça dos caras por aí. Tá desprendida, livre, leve, solta e arrasando, ou mesmo em casa curtindo sua própria companhia. Porque quando ela estava com você, você valorizava todas as outras mulheres gostosas do mundo, agora ela é uma delas e sim, você está sozinho.

Anúncios

51 comentários sobre “A boazinha de hoje é a má de amanhã

  1. Incrível como nós homens temos o poder de depreciar as mulheres, ou porque achamos que são fáceis demais, ou o contrário. Já passei por esta fase, uma época da minha vida, em que se eu iniciava um relacionamento e logo conseguia levar a garota para a cama, eu achava que ela não prestava (que absurdo imenso). Hoje sei que tudo não passava de imaturidade de minha parte.
    Parabéns, Mel querida. Estou esperando vocês duas responderem a minha Tag.
    Um beijo enorme

    Curtido por 1 pessoa

  2. Achei esse post extremamente machista. É o homem que determina quem a mulher vai ser ou como ela vai se comportar? Se a mulher não está satisfeita, basta terminar o relacionamento e seguir em frente. Assim como tem homem que não presta, tem mulher que não presta também. É uma questão de caráter.

    Curtido por 2 pessoas

    • Não, não é o homem que determina nada, na verdade ninguém determina o comportamento de outro alguém. Fiz esse post porque hoje em dia vejo muitas pessoas assim que sofrem ilusões amorosas repetitivamente e chega uma hora que elas acabam julgando todos por serem iguais e vão curtir a vida, ou elas simplesmente querem curtir a vida delas do jeito que acharem melhor. E também achei legal colocar a questão de que algumas pessoas não dão valor para quem está ao lado, e querem curtir, daí depois percebem que era bom e quer voltar para a pessoa. Eu ia colocar ao final que isso acontece tanto com os homens quanto com as mulheres, mas como é um blog mais voltado para o público feminino fiz desse jeito. Sinto muito se você viu esse post como machismo, não foi a intensão. Espero que tenha começado a ler com a mente aberta 😉

      Curtido por 2 pessoas

      • Talvez as decepcoes e as ilusoes sejam fruto direto de uma baixa autoestima. Procuram nas pessoas erradas o que consideram certo, e depois culpam essas mesmas pessoas por nao serem como foram originalmente idealizadas. Entender a diferenca entre causa e consequencia e fundamental nessea casos. Abs.

        Curtido por 1 pessoa

  3. Já fui enganada, magoada e machucada (burra também), mas isso não quer dizer que irei sair com todos e não ligar mais!! Simplesmente resolvi me guardar e conhecer o cara que futuramente irei namorar!! Não posso mudar pelo erro desses caras, nojentos (não me levem a mal), isso é falha no caráter, ou sei lá como foi tido a cima imaturidade!!
    Não me leve a mal,
    Bjs

    Curtido por 1 pessoa

  4. Acredito quê, após o meu comentário, o seu gênio feminino poderá ter uma súbita e descontrolada vontade de fazer você ser enquadrada numa Lei Maria da Penha ao contrário ou num “masculinicídio”. (Desnecessário dizer quem seria a vítima.) Espero que nenhuma delas aconteça.

    Acho lamentável e me sinto triste quando vejo uma mulher se comportar como um homem, vingando-se masculinamente. Em terra de olho por olho e dente por dente, nenhuma alma se entende porque dois erros, logicamente, desentendem-se. Por ser mais forte por dentro que nós, homens, as mulheres sempre foram, são e serão superiores, e ver uma se igualando a nós é algo que abala a minha fé em dias melhores. Longe de mim fazer apologia a uma castidade ingênua feminina, mas, como retaliação ao nossos mau comportamento recorrente masculino, gostaria de ver uma greve geral feminina de mais que sexo: uma greve geral feminina de amor. Quando nós, homens, aprendermos que o que a mulher tem dentro do lado esquerdo do peito dela é infinitamente mais valioso que o que ela tem entre as pernas dela, talvez, assim, possamos descobrir o significado e a prática da palavra fidelidade.

    PS: Se eu sobreviver, talvez este comentário vire uma postagem.

    Curtido por 2 pessoas

    • “Acho lamentável e me sinto triste quando vejo uma mulher se comportar como um homem, vingando-se masculinamente”

      Só homem pode encher a cara? Sair pegando várias na balada? Transar com quem quiser? Homem e mulher são iguais, qualquer um dos dois sexos tem direito de fazer o que quiser, como quiser e quando quiser.
      Não me sinto enquadrada na lei “maria da penha ao contrário”, porque postei um texto de uma grande realidade que vejo nos dias de hoje. Muitas pessoas começam a se jogar na vida por decepções amorosas, tanto homem quanto mulher. Só fiz o texto voltado para as mulheres (assim, como grande parte dos posts), porque é um blog mais feminino.

      Se a pessoa acha que tá ganhando sendo vida louca, deixa ela, tudo é fase. Se a pessoa quer ser vida louca porque se encontrou nisso, ótimo, deixa ela lá ué! Numa hora cada um se encontra na vida e amadurece. É tudo experiência. EU, Melissa, não agiria assim, mas também não julgo quem age porque cada um sabe de si.
      Não é porque é mulher que tem que fechar a perna, ser certinha pra os homens saberem o significado da palavra fidelidade, assim vale para os homens também, isso é coisa de caráter.

      Obrigada por participar!
      Beijos.

      Curtido por 1 pessoa

      • O que acho e sinto são opinião e sentimento pessoais, não julgamento e condenação, e ambas impressões se dão num momento específico, não generalizado: quando a mulher decide revidar “masculinamente”.

        Entendo e creio em ser mais que justo a sua expressão ter sido direcionada mais às mulheres tanto pelo blog ser mais feminino quanto, da minha parte, acreditar em ser necessário que outras vozes femininas se façam presentes e mais bem ouvidas, pois nos dois lados da moeda da democracia dos gêneros, sempre pesou a ótica do machismo, porém o meu pensamento divergente ao seu não ocorre por um patriarcado histórico em mim, e sim por uma vontade minha de ver na mulher a ausência de um comportamento masculino que já deveria ter sido revisto há muito.

        Quanto à fidelidade, que para mim começa em mim antes de ser devotada a uma mulher, concordo ser ela uma questão de caráter, no entanto ela foi mencionada da maneira que foi, aos meus olhos mais romântica que sexista, porque sempre preferi aprender a dois a ficar em dúvida solitário. E quanto à liberdade, que os santos saibam da loucura como os loucos, da santidade.

        Melissa, se em algum momento neste comentário e no anterior lhe fui descortês e injusto, peço-lhe perdão e, com respeito, um abraço no seu coração.

        PS: Se a Lei Maria da Penha ao contrário foi descartada, espero que o mesmo aconteça com o “masculinicídio”, embora acho ser impossível desconsiderar a possibilidade de um homem morrer de amor por uma mulher.

        Curtido por 1 pessoa

      • Gustavo, entendi sua opinião nesse comentário e concordo com você em algumas partes.

        Relaxa que vc não foi injusto. Gosto de ouvir as opiniões das pessoas.

        Beijos
        E obrigada por sempre participar!

        Curtido por 1 pessoa

  5. Muito bom!

    Deixando a ressalva que isso pode acontecer ao contrário (experiência própria).
    Cabe a cada um ter a sabedoria e paciência, pois um dia sempre topamos com uma pessoa que valoriza todos os nossos esforços e entende que não vale a pena procurar felicidade na ‘solterice’, sendo que ela está aqui deitada ao nosso lado, sem se preocupar o que vem amanhã visto que, está contigo, isso que importa.

    Tenho um texto que fala disso ‘as avessas’, eis um trecho:

    “É bom ser ‘livre’, é sim. Mas eu entendo essa liberdade como uma prisão. Louco né? E pior que todo mundo acha que você está feliz. Mas eu sei que não. A minha definição de liberdade é, quando tu até quer ir, quando tu pode sair, beber, encher a cara, pegar aquele cara bonitão, ir embora com ele, fazer o que quiser, pois não deve nada a ninguém e idaí o outro dia, idaí que o cara não vai ligar pra ti e vai fazer cara feia pra te levar embora, até porque mora lá do outro lado da cidade, mas a liberdade, é quanto tu escolhe ficar, é quando tu escolhe abraçar o seu amor de verdade e, assistir um filme, comer chocolate. Liberdade é não estar preso a tal ‘felicidade’ vendida por doses caras nos vários bares que tu frequenta só pra expor esse teu sorriso amarelo e tua postura de durona.’

    Tchau, tchau!
    Curto demais o blog, parabéns! 😉

    Curtido por 1 pessoa

  6. Mel, vc retratou a realidade para ambas as partes, o que faz com que este circulo vicioso dificulte cada dia mais uma relação saudável e duradoura. Contudo questiono muito este conceito de liberdade.
    Sentir-se livre é fazer tudo o que os outros fazem ou fazer aquilo que nos faz bem? Será que o que todos fazem vai fazer bem a todos?!? Ser livre é mostrar aos outros que consegue agir como todos eles? Não seria isso uma forma de escravidão? Para ser feliz alguém precisa parecer feliz – beber, sair, frequentar os lugares da “moda”, acordar cada dia numa cama diferente?
    Para mim, liberdade é sinônimo de autenticidade. Fazer o que desejarmos, com respeito a si mesmo e aos outros, sem precisar provar nada para ninguém.
    Parabéns pelo texto! Abração

    Curtido por 1 pessoa

    • Walter, concordo em número e grau com vc. Só retratei o que eu mais vejo hoje em dia. Não vejo o que eu escrevi como forma de liberdade, de jeito nenhum, mas sim como uma atitude tomada por muitas pessoas que podem achar isso liberdade, mas que se no fundo for algo forçado, a pessoa acabará se sentindo mal. Retratei isso superficialmente, o objetivo do texto foi mais pra mostrar o ciclo das coisas.

      Muito obrigada por participar. Volte mais vezes!!

      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

  7. Fato! E muito provável desencadear um círculo vicioso. Uma reação normal do ser humano desenvolver uma proteção, mas como disse certa vez a uma pessoa : A muralha que te protege é a mesma que te impede. Muitas vezes é preciso correr o risco para poder ter liberdade de viver intensamente e na sua totalidade.Parabéns pelo texto! Bjs.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Falei que voltava e voltei.
    Querida que babado esse post!!! Ainda estou tonta com os comentários. rsrs
    Acho que a questão aqui é gênero. Se tirássemos o “homem” e ” mulher” do texto, daria menos ibope. Já fui quietinha e já fui porra louca, então me vejo numa posição confortável pra falar. Não me incomoda e nem nunca me incomodou a opinião alheia, quando queria sair pra beber até cair, eu ia e quando queria namorar e assistir TV quietinha com meu namorado, eu também fazia ou só ir ao teatro com as amigas. Existe uma coisa chamada natureza e não adianta lutar contra ela. Escolher uma mulher porque ela é tranquila é o mesmo que comparar uma armadeira com um Fox Paulistinha. A armadeira pode nunca atacar e o Fox pode te morder…ou não, não dá pra saber. Não é o comportamento quem vai ditar o caráter da pessoa e sim como ela lida com ela mesma e com os outros. Sair e encher a cara, pra mim, só quer dizer que você gosta de beber, precisaria de muito mais pra te definir. O mundo exige um comportamento diferente das mulheres hoje em dia, quando você chega em um balcão e faz uma reclamação, tudo muda se tem um homem perto de você, e quando não tem? Existe uma diferença entre ser masculina e ter uma postura masculina, Não ando com homem a tira colo, então, tenho que fazer o que eu tenho que fazer. Nunca perdi minha feminilidade, mas quando tenho que tomar uma postura mais agressiva, eu tomo e muitos se surpreendem, ainda, com isso. Como disseram ai em cima e concordo, tenho medo de gente muito boazinha, sempre calma e que aguenta tudo calada, ou é fingimento ou está esperando você baixar a guarda, o que dá no mesmo. Fugi completamente do tema. rsrs Mas no fundo é isso, homem cansa e mulher cansa também. Em dada fase vai querer cair na esbornia em outra vai preferir um bom livro, em outra deitar e morrer, não faz diferença. Se lendo um bom livro não satisfaz, saia, dance e namore muito e veja se esse é o caminho, se não for, parte pra outro. Experiências. Tem que viver as experiências. Como sabe-las sem conhece-las? Tem quem seja quieto por natureza (não bonzinho, eu disse quieto), tem quem não seja e tem quem ainda não descobriu. É um ciclo que nunca terá fim, um magoando o outro ou fazendo feliz, o que ela faz no intervalo é de sua inteira responsabilidade. Deixa ela beber!!!! Um dia, se não for a praia dela (porque pode ser que seja), ela pula pro livro…ou não. rsrs não tem como saber.
    Grande texto Mel…e polêmico também. Gostei 😉
    Bjooo E um Muito Feliz Ano Novo pras duas queridas. ❤ ❤ com muito mais posts pra gente bagunçar.

    Curtido por 1 pessoa

    • Ah que isso, adoro os seus comentários hahaha! São melhores que meus posts *-*
      Concordo em gênero, número e grau com vc. Talvez eu não me expressei mto bem nesse post, devido aos comentários de uns, mas acho que vc entendeu o recado =)

      Acho que esse post retrata o ciclo das coisas em algumas pessoas, não todas, mas em grande parte delas!

      Beijos
      Feliz ano novo e tudo de melhor pra vc! =D

      Curtido por 1 pessoa

  9. Que isso!!! Nunca mais diga isso! Eu só escrevo esses comentários quando tenho inspiração pra isso, e foi seu post. Causa e efeito linda e você é a causa.
    Ele foi perfeito e não vi nada pra deixar dúvidas, não pra mim ao menos. Mas a interpretação é livre. você não pode se responsabilizar pela minha ou qualquer outra interpretação do que escreveu. Você é responsável pelo que diz e não pelo que eu interpreto.;)
    Continue assim, afinal é do seu jeito e da Aline, que mantém seus seguidores lendo e comentando e eu adoro assim. ❤
    Olha quantos meninos por aqui!!!! Acho fantástico que eles comentem e mostrem seus pontos de vista, só assim podemos ver melhor como eles pensam.

    Mil beijos Mel e vamos que vamos!!! 😀

    Curtido por 1 pessoa

  10. Pingback: A boazinha de hoje é a má de amanhã | Blog Amor virtual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s