De cara limpa

meu luga na varanda - blog texto -

Eu sou aquela que vai te ligar quando sentir vontade. Ou te mandar mensagem sem nem pensar duas vezes. Eu sou aquela que vai recuar quando você me ignorar. Posso tentar uma ou duas vezes, e depois te mando à merda mentalmente.

Eu sou aquela que não vai deixar de atender o telefone só para você imaginar o que eu estou fazendo, ou demorar 1 ano para responder sua mensagem, para você pensar que sou muito ocupada, e nem ao menos vou falar não em não te ver se no fundo quero falar sim.

Porque eu sou assim, sou presente e sou entregue ao que sinto. Se eu não quiser falar com você eu não vou falar. Se eu quiser o que me impediria de falar? O orgulho? O medo de você me achar apaixonada demais? E qual o problema se eu realmente estiver? Todos falam, e isso é comprovado, que as pessoas querem o que não podem ter. Que jogar um pouco com o outro faz bem para relação, ou seja, você não pode estar 100% a disposição, a pessoa tem que sentir sua falta, tem que achar que tem vários homens aos seus pés para começar a dar mais valor. E eu vou querer ser valorizada a base de ciúmes?

Não estou falando que tudo isso que eles falam é mentira, é a pura verdade, as pessoas infelizmente são assim. Mas eu não quero ter que entrar nessa onda porque é assim que o ciclo funciona. Eu quero ter a liberdade de fazer o que eu quiser na hora que eu quiser, sem ter que pensar se a pessoa vai gostar ou não, se a pessoa vai dar valor ou não. Sim, eu quero ser eu mesma, e me forçar a entrar nessas situações que eu não quero, é ter vergonha de ser quem eu sou. É tentar me mascarar para a pessoa ver o quanto eu pareço forte, decidida, segura.

Eu sou um poço de indecisão e insegurança, mas me deixa quietinha com esses meus monstros que eu própria que terei que aprender a driblá-los. E se a pessoa não consegue conviver com esses meus defeitos, o que ela está fazendo ao meu lado? Algumas vezes entrei na onda e deixava o telefone tocar na minha cara e eu não atendia. Ou como meu dedo coçava para responder uma mensagem, e eu tinha que contar no relógio meia hora para responder. Para que? Me pergunta se estou com essa pessoa hoje?

Não estou dizendo que devemos parar a nossa vida para ficar a mercê de alguém. Estou dizendo que você é livre para fazer o que quiser. Hoje em dia é feio ser vulnerável, é brega falar que ama e o certo a fazer é entrar no jogo do amor. Só que nessas você pode perder e sair machucado. E quem disse que se entregando você não sai machucado? Sai, mas você não perde a si mesmo, porque você foi você mesma todo esse tempo. Eu procuro o amor e não um desafio. E se eu tiver que ficar sozinha por isso, tudo bem, não será a primeira vez.

Anúncios

14 comentários sobre “De cara limpa

  1. “Hoje em dia é feio ser vulnerável, é brega falar que ama e o certo a fazer é entrar no jogo do amor.” –> Bravo, Mel! Mundo de merd** que vivemos! Mundo superficial, onde as pessoas vivem com medo de viver. Ou seja… Não vivem. Continue sendo quem você é!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Dá licença, tô chegando meio atrasado aqui (todos os comentários são praticamente do mesmo dia do post), mas é que te achei depois que você me achou. E tô gostando do que tô vendo. Muito legal o blog de vocês. E sobre esse texto, seria bom se as pessoas fossem mais assim. Perde-se tanto tempo com jogos, sendo que o que se quer está só no final dele. Ou seja, se adia o que realmente deseja. Ou pelo menos é o que eu desejo quando estou nessas situações. Beijão e parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s