O Medo da Solidão

Nunca entendi a banalização do status solteiro. E não, também nunca fui uma dessas pessoas com aversão a compromisso. Independente do compromisso ou da falta dele, entendo que tudo conta como experiência. É legal ter um namorado, e sim, é legal não ter nenhum.

solteira1

“Amar a si mesmo é o começo de um romance para toda a vida”, já dizia Oscar Wilde. E essa máxima é válida tanto para os enamorados quanto para os solteiros. A sociedade de hoje banaliza o solteiro. Milhares de comédias românticas que ironizam a vida como ela é e adoram soltar a ideia de que, solteiro, você ainda não conquistou seu final feliz. Quantos e quantos amigos já me falaram “e se eu acabar sozinho?” Minha nossa, que medo é esse de ser só seu? Faz muito bem ver tanto valor em si a ponto de não querer se entregar apenas pelo medo de ficar sozinho.

O tema do meu post de hoje não é à toa. Saí de um noivado a pouco tempo e voltei para a casa da mamãe. Porém a última coisa que me sinto é sozinha. Nunca na vida tive tantos amigos e tanto amor me rodeando quanto nos dias de hoje. Quando eu percebi que tudo havia acabado, meu mundo não desabou. Não sofri, não me desesperei. A verdade é que, quando você cultiva o seu valor todos os dias, você entende que namoros e términos são experiências e que seu status de relacionamento não define seu humor. Parece ser de uma complexidade tão grande não acabar envolvendo toda a sua vida na tristeza que se segue por um plano ter dado errado, quando na realidade isso é o mais natural. Nós nunca estamos tão desamparados quanto pensamos.

solteira2

Quando conseguimos desatrelar os nossos relacionamentos (com amigos, família e namorados) do que nos torna felizes, não há término que consiga nos abalar. E não estou falando isso como uma pessoa de extremo desapego, que não dá valor para relacionamentos. Dou até demais. Só não dou para um único relacionamento quando sei que tenho muitos outros com muitas outras pessoas – e, principalmente, comigo mesma. Podemos até viver de amor, mas é de muitos. O nosso e o dos outros. Não o de uma única pessoa. Então, antes de desanimar porque não deu certo com uma certa pessoa especial, lembre-se que “mais amor, por favor” nunca teve a ver com um relacionamento.

Tudo bem ser solteira convicta e tudo bem ser a esposa mais fiel do mundo, contanto que o amor-próprio exista em você tanto quanto o amor ao próximo, de maneira que a felicidade não encontre barreiras para interromper o fluxo de liberdade. Nós somos os autores das nossas vidas, e se um plano deu errado, é sua responsabilidade que isto não te faça infeliz. Então, da próxima vez que seus planos de ser solteira ou de manter um namoro firme derem errado, se lembrem de outra frase do Oscar Wilde com ainda mais paixão:

“Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe.” 

Anúncios

4 comentários sobre “O Medo da Solidão

  1. Gosto da solidão, normalmente uma escolha pra mim. Não preciso ficar grudada em aplicativos, que é uma opção hoje em dia, e nem caçando ou escolhendo pessoas. Gosto do silêncio e de pensar. Dizem que penso demais. rs Mas a solidão me dá esse tempo para reciclar as ideias. Poucos entram no meu circulo, as vezes me arrependo e as vezes tenho grata surpresa, mas é sempre na solidão que encontro meus caminhos. Ficar só, é uma forma de ter que se encarar, e isso, como já disse por aqui, não é fácil, mas questão de prática. Achei muito legal e madura a forma como encarou sua situação. A maioria, ou boa parte continua procurando formas de chamar a atenção da pessoa que se foi. É uma forma de prisão própria e do outro, acho que medo da solidão, de ser esquecido. Sei lá. Mas olhar do ângulo que você colocou, torna mais fácil. Sim, existem muitos amores por aí, alguns que estão, desde sempre lá, e outros que hão de chegar. Mas sem se amar primeiro…ou ao menos se conhecer um pouco (porque totalmente, acredito que seja impossível), fica difícil administrar e cuidar desses tantos outros amores. Bonita a forma como fez isso! Bjo 😀

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s