Eu queria, mas tenho namorado…

Rondando pela internet, me deparei com texto bastante interessante sobre essas respostas emblemáticas e cheias de conteúdo estereotipado, como a clássica “eu queria, mas tenho namorado…”.

Menina-com-dúvidas

Em 2008, uma colega da faculdade, que vou chamar de X, apresentou ao grupo o novo namorado dela, o Z. X estava feliz por ter encontrado um cara apaixonadíssimo por ela, que estava disposto a “tudo” por ela. Parece o sonho de qualquer pessoa, não?

Final do curso chegando, começaram as rodadas de despedidas, festas, sítios de final de semana, bares e baladas. X sempre aparecia com o namorado Z. No começo, não dei muita atenção.

Um dia chamamos X para um jantar “só de meninas”. E ai veio a bomba: “eu queria, mas tem o Z”. Ficamos sem entender qual era a correlação entre querer ir e a existência de Z. Foi ai que ela explicou: X e Z fizeram um “acordo” no início do namoro de que só sairiam juntos. Isso já foi suficiente para deixar todo mundo chocado, mas não acabou por aí: X achava isso incrível.

O que isso quer dizer? Algumas possibilidades:

Continuar lendo